quarta-feira

Confecção de móveis com qualidade I

1.      Confecção de móveis com qualidade.

            Para construção de móveis com qualidade e superar as expectativas do cliente a matéria prima deve ser de alta tecnologia e empregada de acordo com suas características. Aliado ao conhecimento de ferramentas, máquina, conectores e vários outros fatores que vão determinar a qualidade final do meu produto.

2.      Empregabilidade do material, na construção móveis, baseado no custo/beneficio, e propriedades mecânicas.

            MDF: È indicado em peças que exijam usinagens, torneamento,      cantos com perfil e entalhes.
                       Partes do móvel: Lateral, divisória, prateleira, Portas retas,                           tampos retos, Tampos pós formados, Bases superior e                                    inferior, frete gavetas, corpo das gavetas.
           

            MDP: É indicado em toda linha que usa peças retas e largas.
                       Partes do móvel: laterais em baixo relevo, Portas                                            almofadadas para impregnação de revestimento PVC.


            HDP: È indicado para peças que necessita de medidas finas.
                       Partes do móvel: Fundo de móveis e gavetas, Portas                         arredondas.

           


3.      Manuseio e Armazenamento do material.

Deve ser armazenado em local protegido contra umidade e calor intenso.
As placas devem ser empilhadas horizontalmente, elevado do chão.
4.      Geometria de corte das ferramentas para corte material de madeira e derivados


Disco de Serras.

Para conseguirmos um bom acabamento no corte. Os discos de serra devem ser baseados no conceito de distribuição do impacto (pré – corte) para isto temos que analisar a geometria do gume do disco de serra.


Dente trapezoidal combinado com dente reto.
Melhora de acabamento, pois reduz a pressão de corte, com dente trapezoidal 0.4 mm maior que o gume reto, fazendo assim um pré corte do material revestido.



Dente chanfrado combinado com dente reto.


Dente alternados.
 Os dentes Alternados são indicados para corte bruto e pré corte de materiais revestidos. Quanto maior a inclinação do ângulo de canto melhor o corte de placas revestidas

Riscador

      Para obtermos cortes com qualidade do material revestido em ambos os lados o uso do conjunto serra riscador e indispensável para evita lascas provocadas na saída da serra principal.
      O riscador vai proporcionar corte no revestimento de apenas 0,1 mm a 0, 2 mm maior que a largura da serra principal.


Fresas

As maiores exigências de trabalho de usinagem em painéis são hoje feitas para as ferramentas de fresar.            
            A qualidade de desbaste das superfícies usinadas é exigida cada vez mais no produto final e tem levado as pesquisas intensas na construção da ferramenta, como também em melhores condições de uso.


A disposição dos gumes de corte das ferramentas para fresar pode ser:
a) Paralelos ao eixo da máquina: para usinar madeiras maciças, já se                     conseguem fazer a maioria das operações de usinagem.
b) Inclinados de um lado em relação ao eixo da máquina: para usinar materiais revestidos só de um lado, em uma face do painel, com corte progressivo.

c)Inclinados alternadamente para ambos os lados: para usinar materiais revestidos em ambos os lados, nas duas faces do painel, com corte progressivo.

Os dentes chanfrados têm seu funcionamento com melhor desempenho na questão de pré corte, no revestidos.